Olá! Aqui quem fala diretamente hoje é o Consultor de Marketing e Inovação do MeHa, João Marcelo Costa. Estava lendo vagas oferecidas e dúvidas da galera em grupo de Vagas em Comunicação que faço parte no Facebook. Iniciamos uma discussão com vagas pedindo atuação mais adequada a 3 ou 4 profissionais, com responsabilidades mistas de Planejamento, Coordenação, Análise e Operacionalização a salários baixíssimos. Um absurdo!

Uma das formas de educarmos os empresários é não nos submetermos a essas distorções e mostrar que essa ingerência (não dimensionar corretamente funções, salários e valorização dos profissionais) pode sair muito caro! Deixar seu Marketing em um limbo de achismo e receitas de bolo, como se fosse fácil atuar e obter resultados nessa base do negócio é perigosíssimo.

Faço aqui meu jabá: temos vários e vários textos sobre esses assuntos no portal de Marketing Digital Digaí, do qual sou colunista. Basta pesquisar.

Freelancer?O freela como solução para o desemprego!

Nesta crise tivemos demissões na área em grande escala e claro, a saída para muitos é trabalhar, mesmo sem um emprego, o famoso freela! Decidi eu mesmo empreender desde que me formei em 2002 e de lá pra cá, já estive no mercado como CLT mais de uma vez, mas o que mais me deu prazer foi trabalhar como autônomo, outro nome para o freelancer.

Ao responder dúvidas das pessoas no grupo citado sobre como trabalhar como freelancer, decidi dar uma ajuda e iniciei um pequeno texto compilando praticamente o que vivi nos últimos 15 anos. O resultado foi uma resposta de comentário que decidi tornar um artigo do site do MeHa, pois acredito que pode ajudar mais pessoas dessa forma. Sendo assim, minha resposta se tornou isso:

Dicas rápidas e rasteiras para você atuar como freelancer!

Sugiro de forma bem rápida as etapas pra quem deseja iniciar um trabalho freelance na área de Marketing (a Comunicação está dentro e este foi o caminho que recomecei em 2012 – ano em que considero que me profissionalizei como freelancer, que se renova todo ano!):

  1. Pular de cabeça no mundo do coaching para se conhecer, descobrir a melhor maneira de trabalhar, onde, como, autoconhecimento é fundamental para ser freelancer.
  2. Planejamento financeiro! As pessoas geralmente tem muitos problemas com isso. Quem quer ser freelance tem que se preparar para suportar receitas irregulares. Se você não gosta de gerir isso, das duas uma: arrume alguém para fazer isso por você, valorize-o ou volte ao mercado ou aprenda.
  3. Estabelecer um local de trabalho só seu, sagrado e fazer as pessoas ao redor entender que é como um emprego, você não estará disponível para favores, bate papo, etc. Está trabalhando e tem um X número de horas a dedicar.
  4. Não tente abraçar o mundo. O Inbound MKT é enorme como o MKT tradicional. A Comunicação e MKT de Conteúdo são apenas esferas desse todo. Descubra o que você faz muito bem e direcione todo seu poder de fogo nisso.
  5. Networking: descubra eventos, faça cursos, se relacione, angarie posições como colunista, especialize-se em tudo que você curtir, da área ajudando e sendo ajudado pelos vários profissionais de peso do mercado que estão abertos a ajudar!
  6. Divulgue seus conhecimentos! Ajudar os outros profissionais de Comunicação e Marketing é o caminho pra educar e unir o mercado. Temos nas mãos um dos pilares da Administração e PRECISAMOS amadurecer isso no Brasil e no mundo para sermos mais valorizados.

Espere um pouco!

Começar a atuar como freelancer ainda merece outra reflexão: lembre que você praticamente estará abrindo um novo negócio, com todas as nuances de administração que isso implica. Já falei do Digaí hoje? Rs. Repito! Que se inicie à caça aos artigos que podem lhe ajudar a se tornar um freelancer organizado, responsável, respeitado e desejado pelo mercado!

Sendo assim, com a decisão tomada, grite para o mundo em sites, cartões de visita, na família, no churrasco:

Quero trabalhar como freelancer!

Mostre a todos quem você, o que já fez, com um belo contingente de materiais feitos por você na web!

Gostou do texto? Me dê um feedback nos comentários ou entre em contato!