Está difícil desligar, literalmente, e dormir? Sempre tem algo a ver na TV antes de ir dormir? Opa, o telefone bipou. Será a atualização daquela festa ou aquela pessoa me chamando no Face?

luz-azul

Cenário tenebroso

Não viemos com notícias boas dessa vez: não é só o vício em estar sempre atualizados que nos hipnotiza. O buraco é bem mais embaixo, pois o hábito é uma ferramenta muito poderosa para manter o ser humano ligado como um zumbi (sugerimos a leitura deste artigo, depois).

Falar sobre a enxurrada de notícias, fatos, imagens, gifs e muito mais, que nos bombardeia diariamente, nem traz qualquer novidade. Está todo mundo mais que consciente de que vivemos um excesso de estímulos. Este então é aquele minuto de ouro que temos para tomar posse e usar isso a nosso favor. E a equipe MeHa fala aqui com a propriedade da experiência: pare de mexer nos seus gadgets à noite! Temos uma verdadeira epidemia de insônia acontecendo. Isso sem falar da automedicação para manter a atenção e para dormir. Sabemos que você pode estar cogitando parar de ler isso, afinal “quem é esse pessoal que me fala simplesmente pra parar de mexer no celular ou ver TV à noite? Impossível!”

Fatos novos

A Escola de Medicina de Harvard provou em pesquisa: nossos gadgets (tablets, celulares, TVs, paineis) antes de mais nada já emitem luz. E muita! É difícil que suas baterias durem mais que 1 dia, certo? Mais de 80% da energia deles é gasta pela tela. Porém, rufem os tambores, há uma faixa de luz azul que excita o cérebro de tal forma que nos estimula a ficar sempre ligados, em plena atenção.

O grande mestre Seiti Arata fez também um vídeo sobre essa faixa de luz especial. É algo que está circulando entre os corredores do caos da informação, mas que poucos tomam pra si e usam como a informação deveria ser usada: para se tornar conhecimento. E esta é uma informação crítica que pode fazer uma enorme diferença na sua vida!

2 problemas: 2 estímulos diferentes

A luz azul, apenas 1 das faixas de luz, tem um poder especialmente estimulante, voltamos a repetir. O ponto chave desta informação: todos os aparelhos LED emitem de forma mais ostensiva esta faixa. E convenhamos, quase tudo no Brasil tem tela de LED! O diferencial do azul é estimular de forma contundente regiões do cérebro de atenção. As outras faixas atuam diferentemente, no seu relógio biológico: quanto mais quantidade de luz, mais excitam e fazem nosso corpo pensar que é de dia, hora de ficar atentos. Amigos notívagos não dão bola à ideia, porém as pesquisas de Harvard mostraram que aqueles que fazem coisas úteis, como ler um e-book na confortável tela do iPad, surpresa! – acordam cansados. Você se sente eternamente cansado, amigo?

É nessas horas que um velho amigo pode nos ajudar muito: os livros.

A leitura em páginas reais tem um poder mágico de relaxar, à noite. Apostamos com você: por duas semanas, use um livro 1 hora antes de dormir. E NÃO LIGUE qualquer tela antes de apagar a luz e dormir. Posologia certeira. Nos conte como está dormindo depois disso. Habituar-se a uma boa leitura no último período do seu dia altera o ritmo, previne a luz azul, acostuma seu corpo a uma outra luminosidade e pode proporcionar momentos com sua família, como ler para seu filho ou ler algo bacana junto com a esposa. Experimente!

Fonte:
http://www.health.harvard.edu/staying-healthy/blue-light-has-a-dark-side